Just Dream
E eu não tenho ninguém pra ligar na madrugada, dizer: tá doendo pra caralho, vem me ver. Ninguém pra atravessar a cidade por mim.
home ask stuff send faq


“Não é bacana ser orgulhoso. Não é bacana morrer de vontade de falar, ver ou sentir alguém e não colocar isso para fora. Se mostrar forte, mas ter o mesmo pensamento quando acorda e quando dorme. Dizer para todo mundo que esqueceu quando nem você mesmo se convenceu. Lembrar com a cabeça no travesseiro ou o olhar congelado na estrada. Ouvir a música e conseguir sentir o cheiro. Ir ao restaurante e lembrar da mesa de sempre. Ver a foto e sentir aperto. Ligue, chame, mande uma mensagem, apareça sem avisar. Não há deslize ou vacilo que impeça você de tentar. Se a sua sinceridade não for bem recebida, acontece. Toda decepção vale o alívio. Não é bacana engolir a saudade. Sério, orgulho dá gastrite.”
~ Recontador. (via redificando)


“Meio drástico, dramático, apelativo… Mas se quiser o meu melhor, terá que me dar o seu melhor também. Não vou me doar inteiro para receber metades. Não mais.”
~ Efeito Colateral. (via perigeu)

persuit-of-happiness:







“Senhor, dê-me serenidade para aceitar as coisas que não posso modificar, coragem para modificar as que posso, e sabedoria para reconhecer a diferença entre elas.”
~ A culpa é das Estrelas. (via proezas)

“E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.”
~ Romanos 12. 2  (via repouse)


“É natural do ser humano se recordar de certos momentos. Há um tempo atrás sofria por não te-lo ao meu lado e por não saber como seguir minha vida se tudo que eu precisava naquele momento era dele. Hoje, parei no tempo e comecei a lembrar de tudo como era antes. Eu uma garota que suplicava por ter o amor dele, que chorava pois não podia receber o mesmo amor que sentia.
Lembrando daqueles momentos comecei a chorar. Chorei pois senti aquela dor da mesma maneira que sentia antes, e chorei pela tremenda felicidade que invadiu meu peito por lembrar que tudo aquilo foi só o começo, e que hoje todo aquele sofrimento foi revertido em felicidades sem fim. Naquele tempo sofri muito por ele, a única coisa que eu queria era que ele pertencesse a mim, mas aquilo não foi possível.
Como sabemos, Deus toma conta de tudo, e hoje estou aqui, apenas me lembrando do quanto eu tive que lutar para ter aquele homem, e hoje eu o tenho, hoje ele é meu marido.
E quem diria, não é mesmo?
Veja bem como as coisas são, sofri, chorei, implorei para te-lo exatamente naquele momento, mas aquele momento não era o momento certo, ainda não era pra ser, e foi preciso todo aquele sofrimento, aquela angustia para tudo tomar um rumo, tivemos que ficar um longe do outro para termos consciência que nosso lugar era ao lado um do outro. Naquele tempo tudo que eu queria era te-lo um pouco mais, não te-lo para sempre, mas apenas poder desfrutar um pouco mais daquela sensação que me completa por inteiro quando estava perto dele. Hoje, finalmente, consegui tudo o que eu mais queria, aquele homem perto de mim, agora sim, para sempre. A partir do nosso encontro surgiu uma necessidade, da necessidade uma carência, da carência um desejo, do desejo um sofrimento, do sofrimento a decepção, da decepção a distância, da distância a paciência, da paciência o reencontro, do reencontro uma nova história que nunca terá fim. E que essa história seja repleta de novas histórias que ficará para sempre guardadas em meu coração.

Todos os momentos da nossa história sempre serão lembrados, para entendermos o motivo de cada momento vivido.

Eu te amei, eu te amo e para sempre te amarei, meu marido.”
~ Tudo que eu queria era te-lo um pouco mais e hoje tenho ele por completo. Beatriz Favato (via beatriz-favato)


Theme